quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

PPP

JORNAL VIRTUAL GESTÃO EDUCACIONAL Ano 2 Nº 96 - 20/01/09Você faz parte de uma comunidade com mais de 10.772 cadastrados.

Por Eliziane de Paula Silveira Barbosa

Começo do ano, PPP à vista. Hora de planejar a vida escolar. Vocês pediram, aqui está o tema. Boa leitura.

Dificuldades frente à participação na construção do PPP


A partir das leituras, reflexões e levantamento de dados junto aos diferentes segmentos da comunidade escolar, percebe-se que ainda há resistência para elaborar o PPP (Projeto Político-Pedagógico). Diante disso, pode-se elencar vários fatores. Primeiro, alguns concebem como algo burocrático um documento que fica “guardado na gaveta”, que não tem sentido no decorrer dos trabalhos do ano letivo e o mesmo é consultado poucas vezes. Segundo é a dificuldade de entendimento e de acolhimento de diferentes ideias e opiniões. É importante também citar que o fator tempo é bem significante, pois geralmente as justificativas se resumem pela sua falta, devido às demais atividades que são realizadas.Falta de proximidade dos pais na escola, pois estes não percebem a importância e a função do documento para a instituição e diretamente para os seus filhos pelo fato de desconhecer o que propõe o ambiente escolar. Também temos a falta de prática de convidar as associações do bairro, a igreja, enfim, as instituições que podem discutir e contribuir com a educação – dizendo que estes não estão preparados para opinar sobre os rumos que a escola deve tomar.E, por último, destaca-se que pouco se acredita que os alunos do grêmio estudantil possam contribuir nas discussões.Mediante tudo que foi destacado, apontam-se aqui vários canais, mecanismos e estratégias que poderiam ser utilizados para mobilizar a escola para viabilizar a participação dos diferentes segmentos na construção ou revisão do PPP da escola, bem como:
Divulgar por meio de informativos, canais virtuais, rádio, reuniões e demais eventos escolares enfatizando a importância da construção e implementação.
Debates em sala de aula.
Fórum de discussão.
Exposição de faixas e cartazes convidando a comunidade.
Confecção de livreto ou revista sobre o que é e para que seve o PPP; distribuí-los em locais estratégicos no bairro.
Disponibilizar carros volantes para convidar a comunidade.
Publicar sempre as ações da escola e de que forma todos podem contribuir nas tomada de decisões.
Reconhecer e agradecer todos os segmentos pela participação e realização de atividades.
Discutir ações que levam a escola a se inserir na vida da comunidade do bairro através de projetos que possibilitem essa aproximação.
Incentivar a participação de representantes de pais, alunos, professores, funcionários e os conselhos escolares.
Portanto, concordo com Libâneo (2002) quando afirma que o Projeto Político-Pedagógico representa a oportunidade da direção, coordenação pedagógica, professores e comunidade tomarem sua escola nas mãos, definir seu papel estratégico na educação das crianças e jovens, organizar suas ações, visando a atingir os objetivos que se propõem. Enfim, é o ordenador, o norteador da vida escolar.

Eliziane de Paula Silveira Barbosa é graduada em Letras pela FIESC - Faculdade Integrada de Ensino Superior de Colinas do Tocantins. Especialista em Leitura e Produção Escrita e Gestão Escolar, ambas pela Universidade Federal do Tocantins. Contato: elizianedepaula@hotmail.com

2 comentários:

Priscila Conte disse...

Olá Eliziane!
Muito legal seu blog. Siga em frente. Sucesso!
Ah, também tenho um. Ficarei feliz com sua visita: www.priscilaconte.blogspot.com
Abraço

cris disse...

tiaaaaa adorei seu blog ... muito interativo ... adorei seu projeto ... sucessoooo ...
que Deus te abençoe .. bjaooo ...
saudades ...